Voltar ao site

Expedição distribuirá quase 13 toneladas de alimentos a pescadores impactados pela suspeita de Síndrome de Haff

Distribuição será em quatro regiões de Santarém e atenderá 41 comunidades ribeirinhas. Município investiga 5 casos suspeitos da doença.

· Notícias,Na Mídia

Fonte: G1

Pescadores de comunidades ribeirinhas de Santarém, no oeste do Pará, receberão cestas de alimentos durante uma expedição organizada por várias entidades. A entrega ocorrerá a partir desta quinta-feira (23) em 41 comunidades de quatro regiões.

O objetivo da ação é diminuir o impacto ocasionado pelos casos suspeitos de Síndrome de Haff, que afetaram diretamente o setor pesqueiro da região.

“O que preocupa mesmo é que os consumidores não têm comparecido nem para comprar outras espécies, o que está causando problemas financeiros aos nossos pescadores”, disse o diretor de Patrimônio e Finanças da Colônia de Pescadores Z-20, João Mário.

Serão cerca de 13 toneladas de alimentos distribuídos para 1.974 famílias de pescadores. A ação é do Projeto Saúde e Alegria, Sapopema, parceria institucional da Colônia de Pescadores Z-20 e Coordenadores de Núcleo de Base e Conselhos Regionais de Pesca do Ituqui, Aritapera, Urucurituba e Tapará e apoio da Ação Cidadania.

Os casos suspeitos

O último caso suspeito registrado foi de uma jovem de 24 anos, internada no domingo (20) no Hospital Municipal de Santarém, após alegar ter consumido pescado e se sentido mal.

Ela apresentou sintomas leves, foi acompanhada e recebeu alta médica. Amostras de sangue e urina foram colhidas e encaminhadas para análise.

Outros quatro casos já estão sendo investigados pelos órgãos de saúde. No total, no estado, há 10 casos suspeitos que tiveram material coletado para exames.