Voltar ao site

Participação, informação e música: os destaques da plenária de agosto

· Notícias

Apesar das chuvas intensas que atingiram todo o estado do Rio, a plenária em nossa sede nacional recebeu muitas lideranças comunitárias. Com a participação de mais de 300 pessoas, representantes dos municípios de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Belford Roxo, Rio de Janeiro, Magé, Guapimirim, Queimados, Japeri, Mesquita, Nilópolis, São João de Meriti, São Gonçalo, Niterói, Petrópolis e Rio de Janeiro, o tema abordado foi a política nacional para pessoas em situação de rua.

 

Durante o encontro, os comitês foram parabenizados pela participação nas Conferências Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional. “Isso mostra que estas lideranças não realizam apenas ações emergenciais de distribuição de alimentos. Elas participam também dos espaços de controle social das políticas públicas que podem acabar com o problema da fome”, explica Ana Paula Souza, nossa gerente de Advocacy.

 

As convidadas Fabiana Baraldo, enfermeira e gerente de área técnica, e a psicóloga Ana Adler Vainer, ambas do Consultório na Rua da Secretaria Municipal de Saúde do município do Rio de Janeiro, realizaram uma apresentação da Política Nacional para pessoas em situação de rua, trazendo dados e informações relevantes para o trabalho realizado pelas lideranças comunitárias.

 

O momento lúdico ficou a cargo da professora Daniella Frozi, coordenadora do Djanira Instituto, nosso parceiro na realização da Educação Popular. Ela apresentou a música “Quem tem fome tem pressa”, cantada por crianças e escrita por Xande de Pilares, Mosquito, Gilson Bernini e Emicida. A emoção tomou conta do nosso teatro e todas as lideranças cantaram juntas.

 

Ação e quilombo juntos

Ao final do encontro, foi servido o almoço realizado pelo Quilombo da Gamboa, que fica na Ocupação Vito Giannoti. Localizada no Santo Cristo, bairro do Rio de Janeiro, toda a organização e melhorias no espaço são feitas no regime de mutirão. Foi dessa forma que tornaram a ocupação habitável.

Com o recurso vindo da compra das refeições por nós, da Ação da Cidadania, o grupo está montando uma cozinha industrial em seu território. Além disso, eles estão fazendo outras melhorias na Ocupação: reforma nos basculantes da parte da frente do prédio, pinturas do salão de reuniões e construção de um pequeno alojamento para complementar o que já possuem