Voltar ao site

Saúde e Alegria integra Rede da Ação Cidadania

· Notícias,Na Mídia

Um dos principais objetivos da Ação é unir todos os setores da sociedade (governos, empresas, judiciário, organizações sociais, pessoas físicas e organizações militares) para combater a fome. Assim, ao integrar a Rede da Ação, as instituições denominadas comitês, pautam-se por três princípios: parceria, iniciativa e participação.

O trabalho em rede busca reunir esforços desses parceiros para atuação em duas linhas de trabalho: as Ações Emergenciais e as Ações Estruturais. Na etapa emergencial o foco é a arrecadação de comidas para matar a fome de quem tem fome. Já na segunda fase, sem esquecer as Ações Emergenciais, é estimulado um direcionamento mais claro no sentido de se conseguir Ações Estruturais, buscadas através das diversas atividades para erradicar a miséria, como elaboração de planos para a criação de emprego, acesso à cultura, garantia de direitos, segurança alimentar, criação de políticas públicas, buscando pressionar para que o executivo e legislativo atuem em favor das populações vulneráveis.

Cada comitê da Rede da Ação da Cidadania, possui como princípios: autonomia, democracia interna, respeito à diversidade, conectividade, multi-liderança, horizontalidade e interdependência. Ao se incorporar, o PSA assume, dentre outras responsabilidades, o compromisso de buscar a segurança alimentar e a redução da miséria.

Segundo o coordenador do PSA, Paulo Lima, integrar o comitê representa uma importante parceria para promover apoios a quem mais precisa. “Agora somos oficialmente Comitê Saúde e Alegria nesta rede. Isso quer dizer que vamos receber e distribuir cestas de alimentação e trabalharemos ainda mais forte na agenda de segurança alimentar em nossas ações” – ressalta.

“Estamos muito felizes com a entrada do Saúde e Alegria para nossa rede de comitês. Mais uma grande organização cujo propósito é aliviar a dor da indignidade que a fome traz. Neste momento pelo qual passamos, de pandemia, mortes e desesperança, é fundamental todas e todos estarem unidos. A solidariedade é o melhor remédio. Vamos juntos lutar contra a fome em nosso país!” – contou o coordenador executivo da Ação Cidadania, Rodrigo Kiko Afonso.

Ação da Cidadania

Fundada pelo Sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, em 1993, formou uma imensa rede de mobilização de alcance nacional para ajudar 32 milhões de brasileiros que, segundo dados do Ipea, estavam abaixo da linha da pobreza.

É um movimento social que nasceu baseado em um conceito simples: SOLIDARIEDADE, TODOS NÓS PODEMOS. Entre 1993 e 2019 foram arrecadadas mais de 33.000 toneladas de alimentos em todo o Brasil, beneficiando mais de 3.500.000 famílias com o equivalente a 132.000.000 de pratos de comida distribuídos desde 1993. Criada no auge do Movimento pela Ética na Política, a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida se transformou no movimento social mais reconhecido do Brasil. Seu principal eixo de atuação é uma extensa rede de mobilização formada por comitês locais da sociedade civil organizada em todo o país, em sua maioria compostos por lideranças comunitárias, mas com participação de todos os setores sociais, especialmente nas ODS’s 1 (Erradicação da Pobreza), 2 (Fome Zero e 10 (Redução de Desigualdades).

Em julho de 2020, alimentos foram entregues em comunidades da Amazônia e periferia de Santarém através de parceria entre o Saúde e Alegria e a Ação Cidadania, que possibilitou a distribuição de 1.500 cestas para comunidades indígenas, quilombolas, ribeirinhas e área urbana do município.

Em março de 2021, mil famílias foram beneficiadas com kits de proteção alimentar através da parceria com a Ação Cidadania, e distribuição às instituições: Famcos, Movimento Tapajós Vivo e Rotarys Club que mapearam famílias carentes do município de Santarém.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK